O Mundo Sombrio de Sabrina é mesmo sombrio?

Difícil encontrar quem não conhece ou nunca assistiu a série Sabrina, Aprendiz de Feiticeira. Uma série um tanto antiga, de 1996, que fala sobre a bruxa Sabrina Spellman, uma adolescente com poderes mágicos e que mora com as tias bruxas, porém um seriado mais leve. A versão da Netflix também é baseada nos quadrinhos de mesmo nome. Conheça um pouco mais sobre o seriado.

A atriz que faz a personagem principal, Kiernan Shipka, talvez seja reconhecida por alguns de vocês pelo papel que ela fez em outra série, Mad Men, que interpretava Sally Draper, filha do personagem principal Don Drapper e agora está como protagonista da série O Mundo Sombrio de Sabrina, que conta a história de Sabrina Spellman, bruxa mestiça de 16 anos que mora com suas duas tias, Hilda e Zelda, e com o seu primo Ambrose. Eles são proprietários da Funerária Spellman e vivem na cidade de Greendale.

Sabrina vai para a escola onde conhece as suas melhores amigas, Susie e Roz, e o seu namorado Harvey. O enredo gira em torno da sua indecisão entre continuar com a sua vida sendo metade mortal, metade bruxa – continuando a sua vida ao lado das suas amigas e sem se separar do seu namorado – ou assinar o livro da besta e se tornar uma bruxa completa servindo ao deus das trevas.

Vou explicar: a mãe de Sabrina era uma mortal que se apaixonou pelo pai dela, um alto sacerdote da Igreja da Noite. O casamento dos dois causou um escândalo na comunidade bruxa, pois é um absurdo um bruxo casar com uma trouxa (melhor referência!), levando em consideração o que os mortais fizeram com eles. Lembram das caças as bruxas que aconteceram no passado?

Os pais de Sabrina, supostamente, morreram em um acidente de avião e ela foi criada pelas suas duas tias, irmãs do seu pai. Aqui no Brasil nós temos a tradição de fazer o aniversário de 15 anos das meninas, nos Estados Unidos comemoram o de 16, sempre com muita festa, doces, danças e etc. Já para a comunidade bruxa é diferente, ao fazer 16 anos as meninas são batizadas e devem assinar o Livro da Besta (sim!), assim terá todos os seus poderes liberados e terá que servir ao Senhor das Trevas, o famoso Satã.

A partir disso que começa o desenrolar da história. Vamos conhecendo melhor as pessoas que fazem parte da vida de Sabrina e se envolvendo com eles. Na série podemos notar um pouco sobre o feminismo. Sabrina e as suas amigas se unem para formar um clube de meninas na escola, onde se juntam para proteger umas as outras, pedindo por direitos e para lutar contra o machismo que acontece no dia a dia escolar.

Uma coisa que eu achei interessante é o que o grupo que elas formaram se chama Wicca. Sempre achei que essa religião era algo que envolvia satanismo e etc., ainda mais por estar inserida na série (apesar de estar de uma forma “discreta”), MAS ESTAVA COMPLETAMENTE ENGANADA. Na verdade Wicca é uma religião que envolve bastante a natureza. Os wiccanos acreditam que se você deseja algo ruim para alguém, você vai receber algo 3 vezes pior em troca e para eles não existe céu e inferno, já que isso é algo do Cristianismo. Não sou expert em falar sobre religião, mas isso é um pouco do que sei.

Não posso deixar de citar Prudence e as suas irmãs. Elas inicialmente aparecem como rivais e acabam sendo importantes em várias partes da história, com atitudes que são contra Sabrina e outras atitudes que ajudam. Se elas fossem da Sonserina claramente chamariam Sabrina de sangue-ruim. Também conhecemos o Padre Blackwood, responsável pela Igreja da Noite, pela explicação ele é tipo um Papa satânico, já que ele representa o Senhor das Trevas. Outro personagem que achei que seria interessante, mas que acabou aparecendo poucas vezes é Nicholas, o galã da escola dos bruxos. Ele se torna mais importante nos últimos episódios da série.

E Salem? Acredito que foi um dos personagens mais esperados por quem assistiu a série. Mas já digo logo: se você esperava que ele fosse como na antiga série ou nos filmes, sinto muito te informar, porque ele não é. Uma das grandes decepções que vi em alguns comentários na internet. Quem conhece as outras versões de Sabrina, sabe que Salem falava, acredito que ele não fala nessa série para deixar “mais real”, até porque gatos não falam, não é?!

Enfim, Sabrina é uma série legal, que prende quem assiste. A personagem mostra ser um pouco mimada, para fazer tudo do jeito que ela quer e quando ela quer. Tem aquele típico drama de série americana com adolescentes, onde o personagem principal tem a sua vida escolar ao lado dos amigos, não quer ficar longe do namorado, tem o bullying praticado pelos meninos esportistas da escola e etc. A série, comparada as outras versões, foca muito no satanismo, fala sobre morte e maldições e é isso que a deixa sombria. Então eu deixo aqui o meu conselho: ASSISTAM!

SPOILER ALERT!!!!! Leia se for capaz.

Eu preciso desabafar com algumas coisas.

– Sabrina tentou pela primeira vez contar ao namorado que ela é bruxa, ele não reagiu muito bem e ela lançou um obliviate (não consigo me contar com referências a Harry Potter) nele. Até aí ok. Porém já quase no final da série ela contou novamente a Harvey e ele ficou com uma cara de “ah ok, beleza!QUE???? A SUA NAMORADA CONTA QUE É BRUXA E VOCÊ NEM FICA CHOCADO???

– Ela tentou ressuscitar o irmão de Harvey mesmo com TODO MUNDO dizendo que isso não ia dar certo, que não poderia mexer com os dois mundos (dos vivos e dos mortos) e etc. Claro que ela não deu atenção e tentou fazer a ressureição, porque ela achava que estava certa e que ia ficar tudo bem, todos teriam um final feliz (que lindo!), mas CLARO QUE DEU ERRADO NÉ?! Gente, até eu sabia que isso ia dar problema e eu nem tenho nenhum livro que ensina a ressuscitar.

– Outra coisa é o fato das amigas dela terem conseguido algo “sobrenatural” digamos. Roz consegue ter visões de algo que aconteceu ou pode acontecer, porque a família dela foi amaldiçoada por uma bruxa, tá ok, é algo mais aceitável pelo fato da maldição. Mas ela precisava ter essas visões logo após a avó dela contar sobre isso? E Susie? Ela começou a ver a alma da ancestral dela sem motivo algum! Achei esses dois fatos um pouco forçados, mas vamos ver no que é que dá.

É isso, para quem não assistiu: ASSISTA! E para quem já assistiu, vamos ficar aqui aguardando juntinhos a segunda temporada.

Comentários do Facebook

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *